quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

It's showtime!

É hora do Show!
hahaha ^^
Ouvi isso hoje e não pude evitar de postar...

Uma mulherzinha coitada de feia no ponto de ônibus, conversando com a amiguinha dela, aí ela fala:
- It's Showtime! Vô pegar ele de jeito!

Eu não guentei e começei a rir...

Já no ônibus... Aí depois vocês reclamam que eu sou estressado... Tinha:
- Uma criança soprando uma cornetinha infernal;
- Uma mulher que falava mais que lavadeira, quase gritado ao meu ouvido;
- Um filho d'uma égua que não parava de cantar aquele maldito pagode da novela das oito, musica IRRITANTE;
- Um bebê que não parava de chorar,
- Uma moça brigando com o namorado ao celular.

Aaah...! Que infernooo!!!! Saí do ônibus e respirei os ares da tranquilidade da minha rua, ares etílicos... Um bar tomou a calçada do ponto de ônibus... Aí eu saio correndo pra casa, louco pra tranquilizar... Chego em casa, aah! Computador, internet! Divirta-se ^^

Liguei a música XD
E vim postar mais um pedaço do Marionete de Guerra...

"Os quatro dias se passaram sem muitas novidades. Carlos frequentou a escola normalmente, fechou seu curso de inglês, e divertiu-se como um garoto comum.

Base da Soldato, dia 22

Era o dia do 'Teste de Habilidades Individuais'. Quando entrava na base, pegou seu cartão e passou num leitor.

- Bem vindo, Henrique. - Disse a máquina. - Tenho instruções para você. Em sua lista de instruções, a primeira dela é o 'Teste de Habilidades Individuais'. Para você fazer este teste, entre na Base e siga pelo corredor. No final dele, há um elevador. Passe seu cartão e ele esará programado para te guiar para o andar correto. Neste andar, há apenas duas portas: uma sala, onde você poderá pegar uma farda de tamanho adequado e uma arma. A seguir, logo em frente ao vestiário, está a porta com a placa 'TIH', é a sala de testes individuais. Entre nesta sala e um robô lhe dará as devidas instruções. Siga-as, e boa sorte.

Arma?! Carlos sabia que aquilo cedo ou tarde apareceria para um mercenário de guerra, mas não tão rápido. Não sabia sequer como armar um revólver, trocar seus projéteis, ou mesmo mirar. Confiou que a 'voz' e seu 'poder' o ajudariam no teste. Seguiu as instruções do caminho que a maquina lhe deu e chegou à sala de equipamentos e fardas. Carlos pegou um uniforme para seu tamanho e olhou-o. Havia um colete preto, de um material quase não-maleável, e parecia bastante apertado. A calça era azul-marinho, assim como a blusa. Havia também um coturno preto, uma espécie de bota de couro. Carlos tirou sua camisa e vestiu o colete. Tirou sua calça e colocu a calça da farda e, em seguida, a blusa. Pôs o coturno. Olhou-se no espelho e se achou bonito. A farda lhe caía muito bem. Carlos olhou novamente para o pacote da roupa e viu um pequeno pacote. Ao abri-lo, viu um dispositivo arredondado com um pequeno vidro do lado. Olhou denovo no pacote e viu as instroções. "Encaixe na orelha, colocando o vidro na frente do olho esquerdo." Carlos seguiu as instruções e o pequeno vidro, transparente, passou a exibir seu novo nome: Henrique Scheffard. A tela era pequena, mas cobria muito bem o olho, e mostrava perfeitamente as informações. Carlos olhou para o lado e o aparelho indicou o lugar onde ram guardadas as armas. Carlos pegou um revólver bonito, alguns estojos de munição e os colocou no coldre. Saiu da sala e viu a porta com a placa 'TIH'. Era a hora de enfrentar seu destino. Carlos entrou na sala com medo do que encontraria."

Aaah...! It's Showtime pro Carlos uhauhahuauh... Be a Jennifer e a Jéssica acabaram de chegar aqui em casa para fazer o trabalho de recuperação delas. Então, divirtam-se!
Então, até amanhã, nessa mesma hora, nesse mesmo canal! Até!

Um comentário:

Mandy disse...

Leon, to comentando aki, soh pra ser a primeira, mas:
ECAAA
PQ AQLE VIDEO È PRA MIM!!!!????
Eu vou me vingar, hein!
Zuera
bjuh